últimas

CPI da Pandemia teria tirado o sono de conselheira do TCE-AM




Segundo a youtuber Antônia Fontenelle, o deputado estadual Fausto Jr., teria desmarcado uma entrevista com ela para o seu canal na plataforma, alegando que sua mãe teria passado mal por conta da pressão que ela e toda sua família estão recebendo após o depoimento do parlamentar CPI da Pandemia.

De acordo com a Youtuber, o deputado teria dito a ela que sua sua teria sido hospitalizada e que por isso pedia perdão pelo não comparecimento à entrevista.

'Antônia, você me perdoa? Minha mãe passou muito mal, devido a tanta pressão que eu estou passando, ameaças e etc. Minha mãe foi parar no hospital, e eu não posso, eu não tenho cabeça, eu preciso ir lá cuidar da minha mãe’.

Yara Lins acabou entrando no centro de um dos braços investigativos da CPI da Pandemia após, no depoimento de Fausto Jr. ela ter sido mencionada. Por conta disso, ela estaria muito preocupada com as investigações sobre o suposto enriquecimento ilícito,-suposição levantada na CPI. 

Yara Lins, virou alvo do Senador  Omar Aziz, ele é presidente da Comissão que investiga a condução da pandemia no Brasil. Recentemente, o senador pediu a quebra dos sigilos telefônicos, bancários e fiscais de Yara.

O pedido acabou negado pelo STF, após a própria conselheira  TCE-AM (Tribunal de recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal), , para impedir a quebra dos sigilos bancário, fiscal, telefônico e telemático dela e da filha Teresa Raquel Rodrigues Baima Rabelo. Entretanto as implicações feitas por senadores, a teriam deixado em uma posição extremamente desconfortável.


Nenhum comentário