últimas

Ricardo Salles deixa o Ministério do Meio Ambiente

Exoneração já foi publicada no Diário Oficial e atual Secretário de Amazônia foi nomeado em seu lugar


Jorge William/Agência o Globo


O ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles pediu demissão ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ele ocupava desde o início do atual governo, em janeiro de 2019.


Em pouco mais de dois anos e meio meses à frente da pasta, Salles teve uma gestão marcada por tensões e conflitos instaladas com parlamentares da oposição, ONG's e também por rusgas relacionadas a políticas ambientais com países estrangeiros. O agora, ex-ministro também enfrenta uma acusação no Supremo Tribunal Federal (STF), sobre uma suposta ligação em um esquema ilegal de desvio de madeiras.


A saída de Salles era vista dentro governo como inevitável, uma vez que a sucessão de escândalos envolvendo a sua gestão já havia o desgastado bastante. O governo inclusive já nomeou o seu substituto, trata-se de Joaquim Álvaro Pereira Leite, o novo ministro já atuava na pasta e chegou no mesmo período que Ricardo Salles, ele era secretário da pasta "Amazônia e Serviços Ambientais".

No currículo oficial do novo ministro, consta que ele iniciou a carreira profissional como produtor de café, e foi por mais de duas décadas conselheiro da Sociedade Rural Brasileira (SRB), fumção que ocupou entre os anos de 1996 e 2019.

Durante o governo de Jair Bolsonaro, esteve atuando no Departamento Florestal. No posto, que exerceu entre julho de 2019 e abril de 2020, era responsável, entre outras coisas, pelo combate ao desmatamento ilegal, exatamente assunto relacionado diretamente à queda de Salles.

Nenhum comentário