últimas

Caso Lázaro: Polícia acredita que serial killer planeja sair de Goiás



As buscas por Lázaro Barbosa de 32 anos entraram, nesta segunda- feira (21), no 13º dia. O "serial killer de Brasília" é suspeito de assassinar uma família no Distrito Federal e se esconde há dias no mato e chácaras, entre Goiás e o DF. Pelo menos, 270 policiais estão envolvidos na captura do assassino, em revezamentos, de dia e à noite.

Drones com câmera térmica, farol de busca e alto-falantes para dar alertas estão sendo usados, mas a vegetação do local dificulta a captura. A polícia também atua com pontos de bloqueios, na BR-070, e tem feito ronda nas propriedades rurais entre os distritos de Girassol e Edilândia, em Goiás. A força tarefa também conta com cinco cães farejadores treinados para a localização de pessoas vivas ou mortas.

O homem é acusado de assassinar uma família em Ceilândia (DF) e cometer invasões, estupros e fazer vítimas reféns, em cidades e fazendas do entorno.

Buscas

Com quase duas semanas de buscas pelo suspeito Lázaro Barbosa, o "serial killer de Brasília", a polícia de Goiás recebeu reforços para a "caçada", no final de semana. Cães farejadores que atuaram na tragédia de Brumadinho (MG) reforçaram as equipes. Um dos animais esteve em uma das fazendas onde supostamente Lázaro teria passado. As buscas na região foram intensificadas.

Os policiais temem que Barbosa consiga escapar. As buscas tiveram início perto da cidade de Cocalzinho, em Goiás, e foram seguindo pela BR-070, passando por Edilândia, até Girassol, onde atualmente acontecem as buscas. O trajeto dele é saindo do Estado, sentido Distrito Federal. Barreiras em rodovias foram instaladas para averiguações em veículos.



Conteúdo: SBT

Nenhum comentário