últimas

Frentista é morto durante assalto em posto de gasolina em Cacau Pirêra

Miquéias Santana estava trabalhando quando foi atacado. A morte do jovem gerou grande comoção nas redes sociais


Iranduba - O frentista Miquéias Junior Portela Santana, de 27 anos, foi morto a tiros durante um assalto, na madrugada desta quinta-feira (5). O crime aconteceu em um posto de combustíveis, onde a vítima trabalhava, localizado na rodovia Manoel Urbano (AM-070), no Distrito do Cacau Pirêra, em Iranduba. 


Miquéias foi abordado por volta de 2h30. De acordo com a polícia, três criminosos chegaram ao local a pé e anunciaram o assalto. Segundo informações repassadas à equipe policial, a vítima não teria reagido e mesmo assim foi morta.


Conforme uma fonte policial, os criminosos levaram uma bolsa contendo objetos pessoais do frentista e a renda do posto, que estava com dele. 


Miquéias, ainda, foi socorrido e levado ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, no bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus. Depois transferido para o Hospital João Lúcio, na Zona Leste, onde não resistiu e morreu por volta das 5h. 


O caso foi registrado na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) como latrocínio consumado. A equipe policial deve ouvir a família da vítima e os proprietários do posto de gasolina. 


Câmeras de segurança do estabelecimento devem auxiliar nas investigações do caso. 


*Comoção nas redes sociais*


Muitos amigos e familiares Miquéias se manifestaram nas redes sociais e cobraram Justiça pela morte do jovem. Descrito como um homem trabalhador e sem envolvimento com a criminalidade, o frentista deixou uma filha de 4 anos. 


"Miquéias você estava trabalhando e fizeram essa crueldade com você. A justiça de Deus não falha. Hoje mais um pai de família foi vítima de assaltantes, que, mesmo levando a renda, atiraram nele ", postou uma amiga da vítima.


A reportagem entrou em contato com a internauta, mas ela pediu que não fosse identificada. "Só queremos justiça por um rapaz integro e um grande homem de Deus", completou.


"Sempre companheiro disposto a ajudar, seu trabalho era o que ele tinha para sustentar a família. Ganhava dinheiro dignamente na esperança de na amanhã de um novo dia está em casa com a família", publicou uma parente da vítima.


Fonte: Em Tempo

Nenhum comentário