últimas

Mulheres afirmam terem sido agredidas por delegado em fiscalização de bar

 


O delegado da Polícia Civil Thomaz de Vasconcelos está sendo acusado de agredir fisicamente mulher nas dependências de um bar na noite do último sábado (26) durante uma operação contra o tráfico de drogas.



Ouvida em termo de declaração pelo delegado Leonardo Marinho, uma das vítimas contou que na noite de sábado por volta das 22h estava na parte interna do bar com a amiga e mais uma colega. Nesse momento uma garçonete do estabelecimento entra no local e avisa que a polícia havia chegado.

De acordo com a declarante, a garçonete teria levado as pessoas que estavam naquele local para uma sala localizado no final de um corredor. Logo em seguida chegaram os policiais mandando as pessoas que estavam na sala colocarem duas mãos na cabeça e passaram a acusar as pessoas de estarem consumindo drogas.

Durante a revista no local, um policial militar encontrou uma bolsa pequena jogada em um canto contendo uma pequena porção de maconha. Nessa hora, entrou o delegado Thomaz perguntando quem era que estava vendendo maconha no local. “Eu respondi que não sabia pois era a primeira vez que estava naquele bar. Ele bateu com força num compensado dizendo: estás achando que eu sou leso c…” declarou a vítima.

Conforme a declarante, o delegado mandou que ela retornasse para o local onde estava e, enquanto ela virava, recebeu um tapa nas costas desferido pelo delegado. Ainda segundo ela, Thomaz teria mandado que os policiais fotografassem as “drogadas”. A mulher reagiu dizendo que eles não podiam fazer isso e o delegado reagiu dizendo “eu não posso não é?”, e deu um tapa no rosto da vítima, seguido de mais outro. Em seguida, o delegado sumiu do local e as mulheres foram levadas para o 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

As mulheres já foram submetidas a exame de corpo e delito e o caso já está sendo apurado pela Corregedoria Geral da Secretaria de Segurança Publica (SSP) e na Procuradoria do Controle Externo da Atividade Policial (Proceap).

O delegado Thomaz de Vasconcelos, ainda não se pronunciou sobre o caso. Ele ficou conhecido por comandar as investigações que levaram o ex-deputado Wallace Souza à cadeia sob acusação de comandar uma organização criminosa envolvida com o tráfico de drogas e homicídios.

Nenhum comentário