últimas

Ministro do STF, Gilmar Mendes diz que eleição de Bia Kicis e Hélio Negão é prova de lisura das urnas eletrônicas


Nelson Jr./SCO/STF


O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes em entrevista à Rádio CNN, afirmou, na manhã desta segunda-feira (12), que o fato de nomes como Hélio Lopes (PSL-RJ) - conhecido como “Hélio Negão-, e Bia Kicis (PSL-DF), são prova da lisura do processo eleitoral no Brasil por meio da urna eletônica e rechaçou qualquer suspeita de fraude eleitoral. 

“Vocês já ouviram falar do Hélio Negão? Da Bia Kicis? Nenhum de nós tinha ouvido falar deles. Não obstante, eles vieram nesse arrastão provocado pelo presidente Bolsonaro, o que prova que a urna eletrônica é fiel aos votos que lá foram depositados”, disse o ministro, que prosseguiu: “O processo eletrônico foi desenvolvido porque havia fraude no sistema manual de votação”.

Gilmar Mendes ainda reforçou de forma que cabal que haverá eleições gerais em 2022. 

“Não há nenhuma dúvida” de que haverão eleições. A declaração do ministro é alinhada com a de outros dois membros da corte suprema que publicamente já se manifestaram sobre esse aspecto, Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. 

As palavras vão de encontro ao que diz o presidente da república, que rotineiramente põe em dúvida não somente a lisura do processo de apuração -que o elegeu-, como também a realização do pleito.


Nenhum comentário