últimas

Telegram anuncia função para importar histórico de conversas do WhatsApp

 


O aplicativo de mensagens Telegram anunciou, nesta 5ª feira (28.jan.2021), uma nova função que permite a importação do histórico de conversas de outras plataformas de mensagens, como o WhatsApp, o Line e o KakaoTalk.

A atualização dá ao usuário a possibilidade de transferir mensagens, vídeos e documentos de chats privados ou grupos de outros aplicativos de mensagens para o Telegram.

Segundo comunicado da empresa, a importação funciona também com os aplicativos de mensagem Line e KakaoTalk. Está disponível para celulares que rodam com os sistemas iOS e Android.

Segundo a empresa, somente em janeiro de 2021, o Telegram obteve mais de 100 milhões de novos usuários “em busca de mais privacidade e liberdade”.

No Brasil, a plataforma é vista como alternativa ao WhatsApp. O aplicativo anunciou mudanças nos termos de uso, que incluem intercâmbio de informações com o Facebook, dono do serviço de mensagens instantâneas. Há temores de que a nova política permita que a empresa espione os usuários.

Um dos fundadores do Telegram, o russo Pavel Durov, comemorou a marca dos 500 milhões de usuários pelo seu canal na plataforma, em 12 de janeiro. Ele disse que o serviço “se tornou o maior refúgio para aqueles à procura de uma plataforma de comunicação comprometida com a privacidade e segurança”.

Outras atualizações:

– controle de rastros digitais – usuários podem não só exportar as conversas deles do Telegram, mas também apagar mensagens que enviam ou recebem para ambos os lados –sem deixar rastros. “Com esta atualização, você obtém ainda mais controle: chats secretos, grupos que você criou e o histórico de chamadas agora também podem ser apagados para todos os lados a qualquer momento”, informou.

– melhorias nos chats de voz – agora os usuários podem ver quais dos seus grupos têm chats de voz ativos na parte superior da página de histórico de chamadas. Durante um chat de voz, o usuário poderá ajustar o volume de participantes individuais para gerenciar os níveis do microfone. Os ajustes feitos por administradores do grupo são aplicados a todos os ouvintes;

– melhorias no player de áudio – quando uma faixa estiver tocando, o usuário agora pode tocar no nome do artista no player para ver as faixas desse artista em todos os seus chats. “Se você precisar pular ou repetir algo que perdeu, pressione e segure os botões de ‘próximo e anterior’ para avançar e retroceder”;

– stickers para dizer “Olá”;

– denúncia de canais falsos – a plataforma agora permite que os usuários denunciem canais ou grupos falsos que fingem ser pessoas ou organizações famosas.

TELEGRAM X WHATSAPP

Como o Telegram oferece criptografia de ponta a ponta para chats normais, ele tem uma opção chamada “chats secretos”. A empresa garante que as conversas trocadas por esse recurso não deixam rastros no servidor da empresa. Além disso, ao contrário do WhatsApp, o Telegram é baseado em nuvem, o que significa que todas as suas mensagens de texto, arquivos de mídia de imagens e documentos são sincronizados em todos os seus dispositivos registrados e com o armazenamento em nuvem do Telegram.

O usuário também pode fazer logar o número de vezes que desejar e simultaneamente em diferentes dispositivos, sem perder nenhum dado. Os usuários do Telegram podem enviar qualquer tipo de arquivo com até 1,5 GB. O WhatsApp, por outro lado, restringe arquivos de vídeo, imagens e tipos de documentos. É possível se comunicar com qualquer um no Telegram mesmo que não haja o número de contato registrado.

Nesta 5ª feira (28.jan.2021), o WhatsApp também disponibilizou um novo recurso para alguns usuários: WhatsApp Web com biometria. Antes de escanear o QR Code, o aplicativo solicitará desbloqueio por impressão digital ou reconhecimento facial (para usuários de iPhone).

“Queremos que o WhatsApp Web e o desktop sejam tão robustos quanto o nosso app para celular, para que as pessoas possam se comunicar de maneira segura”, informou o WhatsApp.

Foto: Divulgação

Nenhum comentário